#FAQ 1: Como você tem tempo para escrever?

Não, meu dia não tem 48 horas. Sim, eu trabalho (no mínimo) 8 horas por dia. Sim, eu saio no final de semana. Não, eu não sou bruxa e não tenho um vira-tempo (para a eterna tristeza do meu coração Hogwarts).

dreams-photo-light-gift-glassNão é um grande mistério, eu juro. A resposta pra essa pergunta vem em três partes muito simples. No entanto, eu aviso desde já: a resposta é simples. Mas, não é fácil.

Não se iluda. Os sonhos podem ser feitos de pó de fada (ou qualquer outro elemento etéreo de sua preferência), mas, não se engane, as conquistas são feitas de muito suor.

A primeira parte é: PARE DE DIZER QUE VOCÊ NÃO TEM TEMPO!Whiterabbit_(1)

Assim mesmo. Em letras maiúsculas, porque tem

certas coisas que exigem capslock.

Você pode estar pensando:

1-“ok, fácil, próximo passo” (se você é uma dessas pessoas, pule para a 2a parte)

2-“Posso até falar isso, mas isso não vai fazer eu ter tempo para escrever”. Se você pensou nessa frase, quero dizer que você está errado! Pense durante a sua semana, todos os 7 dias, quantos momentos livres (lê-se: fora do trabalho) você tem.

Na pior das hipóteses, você me dirá que tem a metade do sábado e o domingo o dia todo longe do trabalho.

Se você tem ao menos 1 dia sequer de tempo longe do trabalho, você tem… wait for it… TEMPO!

 

É só isso, ok? Então, vamos para o próximo passo.

A segunda parte é: ORGANIZE-SE!

Depois de pensar no quanto de tempo você tem livre é preciso pensar quanto desse tempo livre você vai dedicar para a escrita. Mas, precisamos ser realistas, não é porque temos 24 horas livres que vamos passar as 24 horas escrevendo. Então, pense, dada todas as suas atividades e obrigações externas ao trabalho que você faz no seu tempo livre e, dado seu lazer/ ócio/ social etc, quanto te sobra para escrever?

Antes de responder, seja sincero.

Não diga que você vai escrever sexta a noite, se você gosta de sair. Afinal, se escrever reflete a nossa essência, precisamos ser sinceros com nós mesmos desde o princípio.

Aqui vou dar o meu exemplo: hoje com o trabalho e a pós-graduação eu tenho o seguinte tempo livre: cerca de três horas na segunda-feira e na sexta-feira e, sábado e domingo o dia todo livre.

Sabendo que eu tenho esses dias livres a minha próxima pergunta para mim mesma é: quanto desse tempo livre eu vou me dedicar a escrita?

Para mim: segunda e domingo a noite são os dias que eu posso com certeza me dedicar a isso. É por isso que hoje, num domingo 21h54 precisamente, eu estou escrevendo esse texto.

Bom, agora que você viu que tem tempo e descobriu quanto do seu tempo você pode dedicar a escrever, vamos ao último passo, que é:

DISCIPLINA!

É isso mesmo. A temida palavra mote das professoras do ensino fundamental dos tempos de escola voltou para te assombrar.

Se você elegeu o seu tempo livre, a próxima parte é executar! Cumprir com o plano! Se você separou um tempo específico para escrever nesse momento se dedique de corpo e alma nisso.

“Mas eu não consigo parar de pensar nos meus outros afazeres!”

Calma, respire (10 vezes. No mínimo. BEM devagar.)

Aquiete a sua mente.

Não há nada externo que você possa resolver naquele momento. Honre esse momento que é SEU. Que VOCÊ escolheu.

Ora, é tanta coisa que a gente não escolhe, não é mesmo? A gente não escolhe o horário do trabalho, a reunião com o cliente, a aula spinning e nem o horário da prova.

Então, se você pôde escolher esse horário para escrever, respeite esse horário e esteja nele inteiramente, porque isso foi escolha de seu livre arbítrio para alcançar um desejo do seu coração. E, não existe nada mais puro do que isso. Honre o seu tempo.

Se você não está afim de escrever e quer ver uma série no seu horário de escrita, releie o parágrafo acima. Repita o lance de respirar 10 vezes. Sente-se e comece a escrever, como se fosse um trabalho mesmo. No começo vai incomodar, a mente vai relutar porque não está fazendo o que ela quer, mas ela logo se acostuma e as ideias vão fluir. Quando você terminar, garanto que a sensação de dever cumprido será única.

E AGORA?

 

Pessoal, é isso, não tem vira-tempo e nem time freeze. Tem organização de tempo e execução. Não é fácil reconhecer que você tem tempo. Não é fácil escolher uma parte do seu precioso tempo livre para escrever. Não é fácil se comprometer com o plano e escrever.

            Fonte: 1http://www.nydailynews.com/life-style/self-discipline-key-reaching-life-goals-article-1.2700994

Já é bom saber também que: não é sempre que o plano vai dar certo. Não é sempre que se vai ter ideias, que vai ser um texto que faria o Saramago chorar. Somos escritores, somos seres humanos como outros, com dias bons e dias ruins. Dias produtivos e dias de preguiça.

Não se puna. Faz parte do processo.  O importante é se esforçar ao máximo para cumprir o plano. Sonhos não foram feitos para ficarem guardados dentro da cabeça.

Sonhos são feitos para serem executados, é por isso que dormimos e acordamos num mundo com todas as ferramentas à nossa disposição para isso.

 I can do it

Publicado em: FAQ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s